Envios

Envios à cobrança: o que são e como funcionam?

Leonor Castanho

Leonor Castanho

Mar 14, 2022

Envios à cobrança ou contra reembolso em Portugal

Neste artigo

  • iconO que é o envio à cobrança?
  • iconComo fazer um envio à cobrança?
  • iconO envio à cobrança é seguro?
  • iconVantagens dos envios à cobrança em eCommerce
  • iconDesvantagens dos envios à cobrança em eCommerce
  • iconTransportadoras com quem fazer envios à cobrança
  • iconPerguntas frequentes sobre envios à cobrança
  • O envio à cobrança, ou envio contra reembolso, pode ser uma opção interessante que vale a pena incorporar no teu catálogo de envios.

    A expansão do eCommerce tem feito com que os utilizadores sejam cada vez mais seletivos no que diz respeito às lojas online nas quais optam por fazer as suas compras. Se não ofereceres os métodos de envio certos, ou se a tua política de devoluções não for flexível, provavelmente acabarás por perder vendas. 

    O que é o envio à cobrança?

    O envio à cobrança é uma alternativa de pagamento oferecida pela maioria das transportadores. Este sistema dá ao consumidor a possibilidade de efetuar o pagamento no momento da receção da encomenda, em oposição à opção clássica de pagar no momento em que faz a encomenda, como é o caso, por exemplo, do pagamento com cartão de crédito.

    O envio à cobrança é uma opção popular entre as pessoas que se sentem desconfortáveis a introduzir os seus dados bancários num website. O cliente deve pagar ao estafeta para poder receber encomenda pelo que não é possível abrir o pacote sem pagar.

    Após o cliente efetuar o pagamento, a empresa de transporte será responsável pela transferência do dinheiro para o vendedor através do método e condições acordadas previamente.

    envio contra reembolso para eCommerce

    Como fazer um envio à cobrança?

    Para enviar uma encomenda à cobrança sem incidentes e de forma a que nenhuma das partes seja prejudicada (consumidor final, empresa de transporte e vendedor) é necessário que cada uma delas cumpra as condições e obrigações implícitas na contratação deste método.

    Para o efeito, discutiremos os requisitos exigidos a cada uma das partes envolvidas.

    Consumidor

    Este compromete-se a cumprir com o pagamento e a colaborar para que a entrega ocorra sem percalços. Para o fazer, é necessário:

    • Fornecer toda a informação necessária para a entrega;
    • Estar disponível, no ponto de entrega, no dia e hora combinados com a transportadora;
    • Ter o dinheiro\cheque em sua posse para poder efetuar o pagamento;
    • Fazer o pagamento na integra, incluindo o IVA e, se aplicável, o montante extra para a contratação deste método de entrega.

    Transportadora

    O seu papel é crucial uma vez que é o intermediário responsável por garantir a entrega da encomenda ao cliente e, posteriormente, o envio do dinheiro ao vendedor.

    A transportadora deve igualmente comprometer-se a cumprir os prazos de entrega acordados e a integridade da encomenda.

    Vendedor

    Deve contribuir para tornar todo o processo tão fácil e eficiente quanto possível para o cliente e assegurar a pontualidade e a qualidade do produto e do serviço. Por outro lado, tal como a transportadora, deve cumprir os termos do acordo.

    estafeta e entregar uma encomenda com envio à cobrança

    O envio à cobrança é seguro?

    O método de envio à cobrança é seguro mas, como em todas as transacções, ambas as partes assumem um certo risco.

    • O comprador tem o benefício de só ter de efetuar o pagamento quando receber a encomenda, mas é certo que isto não garante que não exista nenhum erro ou que o produto não tenha algum defeito, já que só poderá abrir a embalagem após o pagamento. Nestes casos, como em qualquer outro tipo de encomenda, é possível solicitar a troca do produto ou o reembolso do montante pago;
    • Quanto ao vendedor, assume o risco de enviar o produto sem pagamento prévio. Este é um grande risco porque, se o consumidor não cumprir a sua parte, o vendedor terá não só de suportar os custos de envio da encomenda como os custos da sua devolução.

    Apesar disto, este método é completamente seguro desde que haja um compromisso e orientações prévias acordadas entre todos os envolvidos no processo.

    Vantagens dos envios à cobrança em eCommerce

    • Reduzir a taxa de abandono do carrinho de compras;
    • Aumentar as vendas, ao oferecer mais um método de pagamento;
    • Aumentar a confiança dos clientes na loja online, especialmente daqueles que têm receio de partilhar os seus dados bancários;
    • Aumentar a fiabilidade do eCommerce e melhorar a sua reputação;

    Desvantagens dos envios à cobrança em eCommerce

    • O cliente pode recusar a encomenda depois de esta ter chegado ao destino. Isto significa que o eCommerce, além de perder a venda, se quiser recuperar a encomenda, terá de suportar os custos da sua devolução ao armazém;
    • As transportadoras normalmente fixam um montante máximo para as encomendas para envio à cobrança. Este montante varia de transportadora para transportadora.

    Transportadoras com quem fazer envios à cobrança

    Agora que já sabes tudo sobre este tipo de envio, só falta decidir qual transportadora utilizar. Abaixo falamos sobre algumas deles e explicamos de que forma lidam com este tipo de envio:

    Envio à cobrança com os CTT

    envio contra reembolso ctt correios de portugal

    O envio à cobrança com os CTT é um serviço adicional que pode ser adquirido como complemento a algumas das suas modalidades de envio.

    Para contratar o serviço de envio à cobrança deverá indicar o valor a cobrar, que não poderá exceder os 2500 €.

    O destinatário da encomenda pode efetuar o pagamento em dinheiro, cheque ou através de multibanco (caso esteja disponível). Após a entrega da encomenda, a transportadora enviará ao vendedor um Vale Postal no valor cobrado.

    Este serviço encontra-se disponível apenas para envios para Portugal.

    Envio à cobrança com a MRW

    envio contra reembolso mdrw

    O serviço de envio à cobrança da MRW só pode ser contratado se o montante a pagar pelo cliente não exceder os 2.500 euros.

    A transferência do valor será efetuada pela transportadora num prazo máximo de 3 dias úteis após a entrega da encomenda via transferência bancária.

    No caso da MRW, existe também a opção de enviar encomendas à cobrança com origem/destino a Portugal.

    A comissão só pode ser paga na origem e o reembolso do montante será recebido pelo remetente via transferência bancária. A  transferência será feita, o mais tardar, 4 dias úteis após a entrega e recolha.

    Se o cliente o solicitar, é possível selecionar a entrega em mão de um cheque bancário. O montante máximo para o envio à cobrança, de acordo com a origem\destino, é:

    • Portugal – Espanha / Espanha – Espanha: máximo de 2.499€;
    • Espanha – Portugal / Portugal – Portugal: máximo de 1.000€.

    Envio à cobrança com a SEUR

    seur contra reembolso

    O serviço de entrega à cobrança da SEUR encontra-se disponível de acordo com as seguintes condições:

    • Solicitar uma recolha e indicar que se deseja efetuar um envio à cobrança com a SEUR Reembolso;
    • Especificar o montante a ser cobrado ao destinatário, para que a SEUR possa, posteriormente, efetuar a transferência;
    • Indicar o endereço de origem e o de destino;
    • Fornecer os detalhes de contacto;
    • Indicar a conta bancária par a qual deve ser efetuada a transferência. A transferência será feita no prazo de 24/48 horas após a confirmação do pagamento.

    O envio à cobrança para encomendas internacionais com a SEUR só se encontra disponível para o serviço NetExpress, que consiste na entrega da mercadoria mediante a receção de um cheque no valor solicitado pelo remetente, que reconhece e aceita este meio de pagamento.

    A SEUR só aceitará cheques de conta corrente nominativos emitidos pelo destinatário a favor do remetente.

    Envio à cobrança com UPS

    envio contra reembolso com a ups

    O envio à cobrança com a UPS não é muito comum, uma vez que esta transportadora é  utilizada principalmente para envios internacionais. No entanto, para envios nacionais, se tiveres uma conta UPS, é possível fazer envios à cobrança.

    Os termos deste serviço com a UPS são os seguintes:

    • O montante máximo para esta modalidade de pagamento é de 500 euros por beneficiário e por dia;
    • No caso de ser cobrado um cheque, o montante não deve exceder o equivalente a 50.000 dólares americanos;
    • A UPS aceita cheques comerciais ou pessoais, ou qualquer outra forma de pagamento negociável;
    • O remetente assume todos os riscos associados a esta transição (e.g.: não pagamento, insuficiência de fundos e falsificação).

    Envios à cobrança internacionais com a UPS: 

    O serviço de envio à cobrança da UPS encontra-se disponível nos seguintes países:

    • Dentro da UE, Noruega e Suiça;
    • Dentro do Canadá;
    • Em e entre os Estados Unidos e o Porto Rico.

    Podes solicitar que seja aceite apenas um vale postal, um cheque bancário, ou outro meio de pagamento.

    Envio à cobrança com os Correos Express

    correos express envios contra reembolso

    No caso dos Correos Express, o montante a cobrar ao destinatário nesta modalidade de pagamento deve ser em dinheiro e o reembolso deste montante será feito no prazo de 4 a 5 dias úteis após a entrega via  transferência bancária. O reembolso máximo autorizado é de até 2.499 euros.

    Envio à cobrança com a NACEX

    envios contra reembolso nacex

    Os envios à cobrança com a Nacex são efectuados por transferência bancária no prazo de 2 a 5 dias úteis, uma vez concluída a entrega. Este serviço tem uma comissão percentual fixa sobre o montante a ser reembolsado, sendo que o mínimo é de 3 euros e o máximo de 30 euros.

    O montante máximo autorizado é de 2.500 euros, excepto para e-N@CEX.shop na qual é limitado a 600 euros.

    Envio à cobrança TIPSA

    envios contra reembolso tipsa

    A TIPSA também oferece este serviço, assegurando um reembolso dos montantes cobrados e respetiva informações no prazo de uma semana. Relativamente ao montante máximo autorizado, aceita até 3.000 euros / envio.

    Envio à cobrança internacional com a TIPSA:

    O seu serviço de envio à cobrança é compatível com envios para as seguintes regiões\países::

    • Portugal;
    • Andorra;
    • Ceuta e Melilla.

    Envio à cobrança com a DHL

    envios contra reembolso dhl

    Com esta alternativa, o destinatário só receberá a encomenda da DHL após o pagamento. O montante cobrado será transferido para a conta especificada pelo remetente. A utilização deste serviço prevê o pagamento de uma taxa adicional, e se a opção de envio internacional for selecionada será de, no mínimo, 30 euros.

    Envio à cobrança com a GLS

    envios contra reembolso gls

    Com a GLS os montantes recolhidos através deste serviço são totalmente seguros e a transferência dos mesmos será feita de forma rápida. O valor máximo para este serviço é de 1.500 euros.

    Perguntas frequentes sobre envios à cobrança

    Como funcionam os envios à cobrança?

    Com este serviço, o cliente só pelo artigo no momento da sua receção. O pagamento é feito à transportadora que, de seguida, irá transferir o montante recebido para o vendedor.

    Como é feita a cobrança no envio à cobrança?

    É a transportadora que fará a cobrança ao cliente. A loja online terá de informar a transportadora do preço a ser cobrado e das informações de faturação. Esta informação é normalmente indicada nas etiquetas de envio. Podes igualmente utilizar um software que permita gerar envios à cobrança seguros e automáticos, como a Outvio.

    O que acontece se o cliente não fizer o pagamento no acto da entrega?

    Se o cliente não fizer o pagamento no ato da entrega, a transportadora terá de devolver o produto à origem. Neste caso, poderás ter de pagar os custos da devolução, embora isto dependa do tipo de contrato com a empresa de transporte.

    Quanto custa um envio à cobrança?

    O preço do envio à cobrança depende da empresa de transporte selecionada. Normalmente o valor varia entre os 2% e os 7% do preço do pedido.

    É possível fazer envios à cobrança internacionais?

    Sim, é possível fazê-lo com algumas transportadoras internacionais, como a UPS ou a DHL.

    Quem paga os custos de envio dos envios à cobrança?

    Os custos de envio da encomenda podem ser pagos pelo cliente final ou pela loja online. Mas se for o cliente a suportar os custos, é provável que as vendas da loja online diminuam. Recomendamos que todos os detalhes acerca do pagamento no envio à cobrança sejam explicados em detalhe no checkout de forma a que os clientes se sintam seguros.

    O cliente pode abrir a encomenda antes de pagar?

    De acordo com o procedimento habitual da maioria das transportadoras, a encomenda não pode ser aberta antes do pagamento ser entregue ao estafeta. Existe uma alternativa na qual destinatário pode verificar o interior da embalagem antes do pagamento. Isto deve ser autorizado pelo vendedor e devidamente clarificado nas condições de entrega.