Plataformas para eCommerce

PrestaShop ou Magento: Qual a melhor plataforma em 2022?

Leonor Castanho

Leonor Castanho

Mar 25, 2022

Comparação dos CMS Prestashop e Magento

Neste artigo

  • iconVantagens de uma loja online PrestaShop
  • iconVantagens de uma loja online Magento
  • iconDesvantagens de uma loja PrestaShop 
  • iconDesvantagens de uma loja  Magento 
  • iconOutros aspectos que deves considerar
  • No artigo de hoje, comparamos duas plataformas self-hosted amplamente utilizadas para a criação de lojas online à medida para te ajudar a escolher qual a mais indicada para o teu eCommerce, o PrestaShop ou Magento.

    Embora partilhem certas características, a forma como estas duas plataformas funcionam é completamente distinta, e as suas vantagens e desvantagens são muito diferentes. É importante que, antes de decidires optar por uma delas, conheças toda a informação sobre estas duas soluções e, sobretudo, que estejas a par das preferências dos teus clientes e as necessidades do teu negócio.

    Por um lado, o PrestaShop é uma plataforma com mais de 300.000 lojas online em todo o mundo. Acima de tudo, tem uma presença muito forte na Europa e na América Latina. Em 2019, foram gerados mais de 17 mil milhões de euros em vendas através do PrestaShop.

    O PrestaShop tem mais de um milhão de utilizadores, em parte graças ao facto de ser um software de código aberto gratuito. Se a programação não é a tua praia e não queres ter de contratar alguém permanentemente, esta plataforma também oferece um serviço para a criação e configuração da tua loja online. Podes recorrer a um dos seus mais de 250 especialistas, bem como à sua grande variedade de módulos que complementam e personalizam a loja online ao teu gosto e de acordo com as tuas necessidades.

    Por outro lado, o Magento é uma plataforma de eCommerce gratuita (uma das suas versões) de código aberto que também oferece soluções concebidas especificamente para aqueles que valorizam a flexibilidade e a capacidade de personalização , mas não querem ter de contratar um programador a tempo inteiro. E quem melhor do que a equipa Magento para conceber a tua loja Magento? Além disso, o Magento possui um catálogo bastante completo com ferramentas que ajudam à personalização, para aqueles que não sabem muito sobre programação ou não querem investir tantos recursos na plataforma. 

    O facto é que mais de 240.000 lojas utilizam o Magento como plataforma para a sua loja online. De facto, 30% das lojas online no TOP 1M da Alexa são alimentadas pelo Magento. Por isso, é fácil constatar que o Magento é uma solução, comprovas dadas, para lojas online em todo o mundo.

    Estas são as características gerais do PrestaShop e do Magento. No entanto, para poderes tomar uma decisão informada, recomendamos que continues a ler para saber mais sobre as vantagens e desvantagens de cada uma, bem como outros critérios que deves ter em conta.

    Vantagens de uma loja online PrestaShop

    Escolher o PrestaShop como plataforma para a criação da tua loja online tem as seguintes vantagens:

    • Personalizável (Código Aberto);
    • Software gratuito;
    • Suporta múltiplos idiomas e múltiplas moedas;
    • Marketplace de Addons;
    • Personalizável (Código aberto);
    • Software gratuito.

    Vantagens de uma loja online Magento

    Abrir uma loja no Magento também tem inúmeras vantagens. Por exemplo:

    • Personalizável e escalável, graças ao seu código fonte aberto;
    • Possibilidade de ter uma estratégia omnicanal;
    • Funcionalidades adicionais, tais como o inventário e abastecimento global, que determina a localização mais rentável para ti e para os teus clientes;
    • Versão gratuita do software (Magento Open Source).
    interface magento

    Nesta tabela é possível comparar as vantagens do PrestaShop e do Magento.

    PrestaShop Magento
    Código aberto Código aberto
    Plataforma gratuita Plataforma gratuita
    600 funcionalidades Estratégia omnicanal
    Múltiplas moedas e idiomas Funcionalidades adicionais
    Múltiplas lojas

    Desvantagens de uma loja PrestaShop 

    Uma loja online PrestaShop também tem, é claro, algumas desvantagens:

    • Poucas alternativas gratuitas (temas, funcionalidades e addons);
    • As traduções automáticas podiam ser melhores;
    • As faturas que gera não são adequadas para Portugal.

    Desvantagens de uma loja  Magento 

    O Magento também tem as suas desvantagens, nomeadamente:

    • A responsabilidade pelo próprio alojamento, servidor e eventuais atualizações e do eCommerce e, como seria de esperar, têm um custo associado;
    • Dificuldade de criação e utilização. Mesmo para especialistas, o Magento é uma das plataformas mais complexas e dispendiosas no mercado, quer optes pela opção paga ou pela opção gratuita;
    • Não inclui sistema de segurança.

    Na tabela abaixo, podes observar as principais desvantagens do PrestaShop e do Magento, para facilitar a sua comparação.

    PrestaShop Magento
    Poucos temas e addons gratuitos Não fornece servidor, alojamento ou actualizações
    Faturas inadequadas para Portugal Sem sistema de segurança implementado
    As traduções podiam ser melhores Complexo e dispendioso

    Outros aspectos que deves considerar

    Agora que já conheces bem as vantagens e desvantagens destas duas plataformas, existem ainda mais alguns aspetos que deves considerar antes de escolheres a solução mais indicada para o teu eCommerce, PrestaShop ou Magento.

    Considera os critérios prioritários para a tua loja e escolhe em conformidade, uma vez que a mudança de plataforma pode ser um processo complicado.

    Custos de criação e manutenção da loja online

    Neste sentido, tanto o PrestaShop como o Magento são muito semelhantes. Ambos são gratuitos e de fonte aberta, pelo que o custo de criação e manutenção, a menos que sejas um especialista em programação, é elevado.

    Interface da plataforma CMS para eCommerce Prestashop

    Isto é especialmente verdade no caso do Magento, uma vez que montar uma loja online nessa plataforma é um processo mais difícil e, portanto, mais lento.

    Se queres que a tua loja esteja sempre atualizada e que, com o passar do tempo, inclua novas funcionalidades, vais precisar de alguém que se encarregue de tudo isso. Assim, embora qualquer uma das plataformas seja, em teoria, gratuita, ambas envolvem custos de instalação e de manutenção e, das duas, o Magento é sem dúvida aquela que exigirá o maior investimento a nível de tempo e de dinheiro.

    Facilidade de utilização da plataforma

    Ambas as ferramentas são relativamente difíceis de utilizar, especialmente no que diz respeito à fase de criação da loja online.

    No entanto, neste aspecto, o PrestaShop possui mais ferramentas de personalização pré-configuradas, tais como modelos template ou módulos de pagamento, marketing, envios, administração, entre outros. Especificamente, o PrestaShop disponibiliza mais de 4.000 módulos, em comparação com os cerca de 1.000 extensões do Magento.

    O Magento fornece um esqueleto sobre o qual é possível construir a loja online, mas a sua interface é muito menos intuitiva do que a do PrestaShop, por isso, neste ponto, o Magento perde.

    Se não te importares de passar mais tempo a configurar as funcionalidades da sua loja online, podes optar por qualquer uma das plataformas.

    Escalabilidade da loja online

    Ambas as plataformas são capazes de acompanhar o crescimento da loja online, quer em número de produtos, volume de vendas ou necessidade de novas funcionalidades. A qualquer momento, podes modificar a loja para se adaptar a novas necessidades. Neste aspecto, ambas as soluções são escaláveis.

    Migração para outra plataforma

    É possível migrar uma loja do Magento ou do PrestaShop através de um software especializado em migração ou com a ajuda de um especialista na matéria.

    No entanto, a criação de uma loja PrestaShop ou Magento envolve um investimento significativo, tanto de custos como de tempo, pelo que o ideal é nunca precisar de migrar. Portanto, embora neste aspecto ambos sejam igualmente bons, recomendamos que peses todos os restantes critérios, vantagens e desvantagens, para diminuir a probabilidade de te vires a arrepender da tua decisão no futuro.

    Adaptabilidade da loja online

    Quer optes pelo PrestaShop ou Magento, ambos são plataformas 100% personalizáveis, graças ao seu código fonte aberto. Se este aspecto for uma prioridade para ti, qualquer uma das soluções cumpre esse requisito. 

    Gestão de encomendas, envios e devoluções

    Este critério é frequentemente esquecido, tanto pelos vendedores como pelas próprias plataformas CMS e marketplaces.

    Uma breve análise a esta secção nas diferentes plataformas para a criação e gestão de lojas online é suficiente para perceber que a maioria não oferece uma solução completa e adequada para a gestão de envios e devoluções. 

    E embora o PrestaShop e o Magento tenham algumas funcionalidades para gerir encomendas, envios e devoluções, estão longe de ser suficientes para uma gestão logística profissional.

    Qualquer que seja a plataforma que escolheres, a Outvio é uma ferramenta essencial para te ajudar a otimizar e automatizar todos os teus processos logísticos, desde o momento em que o cliente faz a encomenda, até à sua entrega à sua porta, passando pelo seguimento das encomendas, devoluções, monitorização de incidentes e muito mais.

    Tanto o PrestaShop como o Magento são plataformas amplamente utilizadas por lojas online de sucesso, e ambas são ferramentas fantásticas para criar e gerir um eCommerce. A escolha de uma ou de outra dependerá dos critérios que consideres mais importantes. Além disso, deves também considerar o tipo de loja que pretendes criar, quem são os teus clientes, e quais os produtos que pretendes comercializar, bem como antecipar as necessidades que poderão surgir à medida que o teu negócio crescer.

    Esperamos que este artigo tenha esclarecido quaisquer dúvidas que pudesses ter acerca destas duas plataformas de eCommerce e que, agora, já tenhas percebido qual a solução mais indicada para a tua loja online, se o PrestaShop ou Magento. Ou então, talvez não estejas certo de que uma solução de código aberto seja adequada para ti e, se assim for, os nossos artigos sobre outras plataformas como a Wix ou o Shopify podem ser do teu interesse.