Marketing

O que é Marketing de Conteúdo e Como Criá-lo

Leonor Castanho

Leonor Castanho

Jun 13, 2022

Mulher realiza marketing de conteúdo no seu computador

Neste artigo

  • iconO Que é Marketing de Conteúdo
  • iconMarketing de Conteúdo vs Inbound Marketing
  • iconVantagens do Marketing de Conteúdo
  • iconMarketing de Conteúdo - Exemplos
  • iconComo Criar uma Estratégia de Marketing de Conteúdo
  • iconErros Mais Frequentes no Marketing de Conteúdo
  • iconBons Exemplos de Marketing de Conteúdo
  • iconFerramentas Úteis para a Criação de Marketing de Conteúdo
  • iconConclusão
  • Uma estratégia de Marketing de Conteúdo foca-se na criação e distribuição de conteúdo de valor acrescentado que vá ao encontro das necessidades e interesses do público-alvo.

    De acordo com o Hubspot, 70% dos marketeers investem continuamente em marketing de conteúdo, mais rentáveis e eficazes para gerar negócios devido ao seu carácter não invasivo. 

    Descobre o que é marketing de conteúdo, porque é tão importante e como utilizá-lo para impulsionar o teu negócio.

    O Que é Marketing de Conteúdo

    O marketing de conteúdo consiste na criação de material de valor acrescentado a fim de gerar engagement e de estabelecer uma relação duradoura entre a marca e o  público-alvo

    Para o fazer bem, é crucial que o conteúdo seja realmente interessante ao ponto de cativar o utilizador, conduzi-lo através do funil de vendas e fideliza-lo.

    Para tal, deves certificar-te de que o conteúdo serve um propósito, seja para resolver dúvidas que o cliente possa ter, satisfazer necessidades ou apenas para o entreter.

    As estratégias de marketing de conteúdo têm vindo a evoluir ao longo dos anos, mas a  sua filosofia mantém-se a mesma: acrescentar valor e utilidade real à vida dos clientes.

    Marketing de Conteúdo vs Inbound Marketing

    O Marketing de Conteúdo tem vindo a tornar-se uma parte inseparável do Inbound Marketing.

    O Inbound Marketing é uma estratégia para a captação e nutrição de leads através da criação de conteúdos digitais relevantes e da construção de uma experiência de compra incrível.

    estratégias de marketing de conteúdo para transformar o funil de vendas num ciclo

    Ambas as estratégias de eCommerce Marketing são bastante semelhantes, a grande diferença é que o marketing de conteúdo centra a sua estratégia exclusivamente na criação de conteúdo, enquanto que o Inbound Marketing, embora também o faça, engloba igualmente outras tarefas e estratégias.

    Em suma, podemos dizer que cada estratégia de criação de conteúdo é Inbound Marketing, mas nem todo o Inbound Marketing é conteúdo.

    Vantagens do Marketing de Conteúdo

    • Melhora o Posicionamento Orgânico (SEO): As estratégias de marketing de conteúdo permitem trabalhar com keywords com o intuito de subir na classificação dos motores de busca. É por isso que tantas empresas decidem criar um blog para promover a sua loja online
    • Qualifica o Cliente e Aumenta as Vendas: Uma estratégia de marketing de conteúdo bem executada atrai os utilizadores de uma forma não invasiva ao contrário de outras formas de marketing
    • Transparece Confiança e Autoridade: Partilhar conhecimentos é uma excelente forma de as empresas se consolidarem, gradualmente, como figuras de autoridade no sector
    • Otimiza o Lifetime Value do Cliente: Os clientes que são expostos, de forma consistente, a conteúdos de uma marca são mais propensos a escolhê-la para compras futuras em detrimento de outras marcas concorrentes com as quais não têm tanto contacto. Além disso, se o conteúdo for de alta qualidade, é possível que se tornem em embaixadores da marca, divulgando-a junto dos seus familiares e amigos

    Marketing de Conteúdo - Exemplos

    • Artigos no blog
    • Estudos de caso
    • Publicações nas redes sociais
    • Tutoriais em vídeo
    • Webinars
    • Podcast
    • Infográficos
    • Eventos presenciais
    desenhar uma estratégia de marketing de conteúdo

    Como Criar uma Estratégia de Marketing de Conteúdo

    1. Estabelecer Objetivos e Metas

    O que esperas alcançar com a tua estratégia de marketing de conteúdo? Esta é a pergunta que deves fazer a ti próprio antes de começares a trabalhar, porque a resposta vai condicionar amplamente o teu conteúdo.

    Cada objectivo implica uma estratégia específica e um tipo de conteúdo. E isto é algo que deve ser decidido desde o início.

    Os objectivos mais comuns de uma estratégia de marketing de conteúdos são os seguintes:

    • Aumentar a visibilidade da marca
    • Aumentar as vendas
    • Conseguir mais tráfego
    • Geração de leads qualificados
    • Fomentar a fidelização

    2. Criar uma Buyer Persona

    Este passo está intimamente ligado ao anterior. Os objetivos condicionam o conteúdo, mas o mesmo acontece com as pessoas a quem o vamos dirigir.

    Para ser verdadeiramente eficaz, o teu conteúdo deve ser criado de acordo com os  interesses, necessidades e preferências do público-alvo e, para o fazer, é essencial conhecê-lo em profundidade. Para tal, recomendamos criar um perfil semi-fictício do teu cliente ideal, conhecido como buyer persona.

    buyer persona template

    Trata-se de um documento que deverá incluir todos os detalhes que possam de alguma forma contribuir para compreender melhor o tipo de utilizador a quem nos queremos dirigir, nomeadamente:

    • Dados Sociodemográficos, como a idade, o sexo, a ocupação, o poder de compra, entre outros;
    • Interesses e hobbies;
    • Preferências. Aquilo de que gosta e, sobretudo, o que não gosta;
    • Hábitos de consumo;
    • Quais as suas preocupações? Que problemas gostaria de resolver?
    • Qual o tipo e o formato de conteúdos que consome;
    • Quais os canais de comunicação que prefere e as redes sociais que utiliza;
    • Quais as suas expectativas em relação à marca\produtos?

    3. Desenvolve um Calendário de Conteúdo

    O calendário de conteúdos é utilizado para planear e organizar todas as publicações em datas específicas. 

    O planeamento dos conteúdos com antecedência é essencial para aumentar a sua eficácia e garantir a sua consistência em todos os canais. 

    4. Gera Conteúdo com Base no Funil de Vendas

    Este é o ponto mais importante de todos. A tua estratégia deve prever conteúdo adequado para cada etapa do funil de vendas, de forma a levar o utilizador a avançar em direção à conversão, e depois voltar a entrar no ciclo.

    Vejamos um exemplo.

    O primeiro passo para gerar negócios é atrair tráfego, certo? Uma excelente forma de atrair tráfego é manter um blog, atualizado com conteúdo relevante e otimizado para motores de busca.

    Quando os utilizadores chegarem ao teu artigo, se gostarem do que leram, talvez lhe interesse descarregar um eBook com informação mais aprofundada e completa sobre o assunto. Esta é a tua oportunidade de lhes pedir que preencham um formulário, com detalhes como o seu nome e endereço de email, em troca desse eBook. E pronto, acabaste de transformar o teu tráfego em leads.

    O passo seguinte é a conversão. Uma técnica muito comum é enviar email com conteúdo interessante e mais qualificado para o endereço de email desses leads. Nesta etapa, já sabes em que tipo de conteúdo eles estão interessados com base no assunto do eBook em que demonstraram interesse. Inclui material relacionado com artigos que parecem alinhar-se com a intenção de compra dos utilizadores. 

    O envio contínuo deste conteúdo irá qualificar o lead e fazê-lo avançar em direção à comprar. E pronto, fim da história. Ou será que não? 

    Na verdade, existe mais um passo: a fidelização do cliente. 

    E que conteúdo se pode criar nesta fase? De todos os tipos: posts no blogs, tutoriais, manuais descarregáveis, podcasts, guias em vídeo, entre outos. O importante é continuar a nutrir os utilizadores com informação valiosa de forma a criar uma relação duradoura entre o cliente e a marca.

    Uma ótima forma de o fazer é através de mensagens de seguimento. Este tipo de mensagem geralmente suscita muito interesse e é aberta por 9 em cada 10 utilizadores. 

    Ao criar o conteúdo, é importante ter em mente que este deve cobrir todas as fases do funil de vendas.

    5. Mede os Resultados

    É importante estabelecer indicadores que ajudem a avaliar se a tua estratégia é realmente eficaz. Sem esta informação, nunca saberás se os objetivos a que te propões estão ou não a ser alcançados e em que medida. 

    Esta é uma tarefa para os KPIs, indicadores de desempenho que ajudam as empresas a medir os resultados das suas ações e campanhas. Neste artigo encontrarás toda a informação que necessitas sobre os melhores KPIs para eCommerce.

    kpi

    Erros Mais Frequentes no Marketing de Conteúdo

    Porque é que o marketing de conteúdo não funciona para mim? Esta é uma questão frequente. Existem uma série de erros que podem prejudicar gravemente a tua estratégia de Marketing de Conteúdo. Eis alguns exemplos:

    Conteúdos Meramente Promocionais

    Muitas empresas utilizam a sua estratégia de marketing de conteúdo como um canal para se promoverem a si próprias.

    Isto leva-as a criar conteúdos nos quais falam de si e da marca. O problema com este tipo de conteúdo é que ele não responde a qualquer necessidade do utilizador, pelo que nunca atrairá tráfego.

    Isto não quer dizer que o conteúdo não possa promover de alguma forma a marca,  simplesmente que tem haver um equilíbrio entre a publicidade e o valor acrescentado.

    Ausência de uma Call to Action

    Se quiseres que a tua estratégia faça mais do que apenas atrair tráfego, é essencial acrescentar CTAs que incentivem o clique e conduzam o utilizador à fase seguinte do funil.

    Consistência

    Lembras-te que um pouco acima falámos sobre o calendário de conteúdos? É precisamente para evitar esta situação.

    A incoerência nas publicações pode fazer com que os utilizadores desistam de visitar o teu blog ou canal de youtube. Por isso, é conveniente planear e criar o conteúdo com bastante antecedência, para que possa ser carregado a tempo.

    Falha na Otimização da Estratégia para SEO

    Um dos benefícios de criar conteúdo é conquistar um lugar de destaque nos motores de busca e, assim, chegar ao maior número de pessoas que possam ter interesse no teu negócio. Mas isso requer a otimização do conteúdo para motores de busca com recurso a técnicas de SEO.

    • Considerar necessidades específicas: saber como direcionar o conteúdo para a intenção de pesquisa do cliente é o segredo para ganhar destaque nos motores de busca. Quando criares conteúdo, põe-te no lugar do cliente e tenta perceber qual o tipo de informação que é realmente valiosa para ele;
    • Usar keywords: as intenções de pesquisa são detetadas graças à análise das keywords mais pesquisadas. Estas keywords devem ser utilizadas, de forma estratégica, nos conteúdos criados para que o Google (ou qualquer outro motor de busca) saiba como categorizar e posicionar o conteúdo de acordo com a sua qualidade e interesse.

    Bons Exemplos de Marketing de Conteúdo

    Ahrefs

    Esta ferramenta de marketing oferece conteúdos atualizados relacionados com SEO e PPC. O blog do Ahrefs é atualizado consistentemente, com artigos, tutoriais em vídeo… têm até o seu próprio curso! O conteúdo do Ahrefs é acompanhado por marketeers de todo o mundo devido à sua elevada qualidade e aos insights interessantes que oferece. Trata-se de um excelente exemplo de como ganhar autoridade num setor específico ou indústria.

    Nestlé

    Esta marca agro-alimentar identificou um tema interessante entre os seus seguidores: a nutrição. Depois, serviu-se de redes sociais como o Pinterest para impactar o seu público-alvo com conteúdos relacionados. Possuem também o seu próprio blog, onde publicam dicas e receitas de ficar com água na boca.

    blog nestle com receitas e dicas

    Ferramentas Úteis para a Criação de Marketing de Conteúdo

    Google Analytics

    Se trabalha em marketing, estás certamente familiarizado com o Google Analytics. Esta ferramenta permite monitorizar os resultados de todas as tuas ações e campanhas de marketing digital, incluindo o marketing de conteúdo. Podes utilizar esta ferramenta para medir o tráfego, a taxa de ressalto ou as conversões, informação necessária para saber se as suas criações estão a obter resultados ou, pelo contrário, precisam de ser optimizadas.

    Canva

    As imagens são a pedra angular de qualquer estratégia de conteúdo. Se o design não for apelativo, a probabilidade é que os utilizadores nem cheguem a ler o que tens para lhes dizer. O Canva é um website onde se pode criar material visual em vários formatos de forma simples e intuitiva. Além disso, a sua utilização é gratuita. 

    Outvio

    A Outvio é uma ferramenta de gestão de processos de pós-checkout com a qual podes otimizar e personalizar todos os processos que se seguem ao pagamento. Seguimento de envios, mensagens de apoio ao cliente, portal de devoluções... podes tirar partido de todos estes canais para impactar o cliente com promoções e elementos visuais com o objetivo de criar uma experiência de compra única e de aumentar as vendas.

    Conclusão

    Como disse Mário Quintana, o segredo não é correr atrás das borboletas, mas sim cuidar do seu jardim para que elas venham até ti.

    Assim é o marketing de conteúdo que, devido ao carácter utilitário e muito menos intrusivo ,faz com que sejam os clientes a vir ao encontro da marca em busca do conteúdo de valor acrescentado que esta cria.