eCommerce

O que é o Headless Commerce e Que Vantagens Tem

Leonor Castanho

Leonor Castanho

Oct 12, 2022

headless commerce é a separação entre o frontend e o backend de uma loja online

Neste artigo

  • iconO que é o Headless Commerce
  • iconOs Benefícios do Headless Commerce
  • iconAs melhores plataformas de headless commerce
  • iconConclusão
  • As constantes mudanças nos hábitos de consumo são um dos principais quebra-cabeças que as lojas online enfrentam atualmente, pressionadas pelas necessidade urgente de se adaptar a consumidores cada vez mais exigentes.

    Já dizia Darwin: “Não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente, mas o que melhor se adapta”. E é precisamente aí que entra em cena o Headless Commerce, uma forma mais conveniente e flexível de olhar o eCommerce.

    Será o headless commerce a solução ideal para garantir que a tua loja online se mantém a par e passo com as novas exigências do mercado? Continua a ler.

    O que é o Headless Commerce

    O headless commerce é um conceito que remonta aos fundamentos do webdesign, separando o frontend e o backend de uma loja online, ao contrário do que acontece no modelo de eCommerce tradicional em que o frontend e o backend se encontram conectados e qualquer alteração ao website requer atualizações em ambas as partes.

    No headless commerce, a parte visual do comércio electrónico (a interface) é dissociada da parte técnica (o servidor). Assim, deixa de haver necessidade de ir ao back-end para atualizar o front-end, por exemplo, já que ambos são inteiramente independentes

    O Headless Commerce conecta o front-end e o back-end através de uma API

    Funciona através da passagem de pedidos de HTTP, via API, entre o frontend e o backend do website. A separação destes dois elementos permite fazer alterações ao website sem ter, necessariamente, de modificar ou atualizar a infra-estrutura de backend. Isto acelera o processo de criação de novas funcionalidades, melhorar a experiência de compra e implementar campanhas de marketing, investindo muito menos recursos

    Um sistema de headless commerce podem utilizar um CMS, um DXP, uma app ou até um sistema personalizado para o frontend, e construir o seu backend separadamente

    O modelo de eCommerce Tradicional VS o Headless Commerce

    Agora que já sabemos o que é o headless commerce, importa olhar para as principais vantagens que este modelo apresenta face à abordagem tradicional.

    A diferença mais proeminente, e a razão pela qual tantas lojas online têm vindo a optar pelo headless commerce, é que ele oferece uma maior personalização e adaptabilidade. O eCommerce tradicional apresenta, regra geral, um modelo predefinido, tanto para o cliente como para a loja online, que nos dá muito menos margem de manobra para conceber uma loja online verdadeiramente única.

    Por outro lado, ao dissociar estes dois lados da logística eCommerce, torna-se possível instalar novas funcionalidades, e melhor, sem pôr em causa outros processos vitais. Isto significa que todos os desenvolvimentos são implementados isoladamente, não tendo impacto no processo de venda, que continuará sem interrupções.

    No eCommerce tradicional, quaisquer alterações efetuadas no front-end devem, primeiro. ser desenvolvidas no back-end. Por isso, as capacidades de personalização e de adaptabilidade na arquitectura tradicional são muito mais limitadas.

    Os Benefícios do Headless Commerce

    1. Uma Estratégia Omnichannel

    Quem já tentou conceber uma experiência de compra omnichannel numa plataforma de eCommerce tradicional sabe bem que não é tarefa fácil, económica ou rápida. Com uma plataforma de headless commerce, por outro lado, a loja online tem a possibilidade de explorar novos canais de venda e de comercializar os seus produtos em quantas plataformas ou marketplaces entender, bem como entrar em novos mercados ou efetuar quaisquer alterações ao seu modus operandi sem ter de ficar com a loja online temporariamente inoperacional.

    website em construção

    2. Fomenta a competitividade

    O headless commerce permite implementar mudanças com muito maior rapidez, o que significa que poderás efetuar melhorias à tua loja online de forma contínua e dar aos clientes aquilo de que eles necessitam com muito mais facilidade, o que se traduzirá num negócio mais competitivo.

    3. Melhora o desempenho da loja online

    A velocidade de carregamento é vital na indústria do eCommerce. Afinal de contas, na Internet, 30 segundos são uma eternidade. 

    Estudos indicam que os websites que demoram mais de 3 segundos a carregar têm uma taxa de ressalto muito mais elevada. Isto quer dizer que, no caso de se tratar de uma loja online, grande parte dos clientes acaba por desistir de fazer a compra antes de sequer ter tido oportunidade de entrar no website.

    Além disso, a velocidade de carregamento é um dos fatores de classificação que os motores de busca, como o Google, têm em conta.

    No headless commerce, a informação é armazenada e enviada via API, uma abordagem muito mais rápida e eficaz do que se estes processos fossem conduzidos através de uma plataforma tradicional, o que permite acelerar a velocidade de carregamento e o desempenho global do website.

    4. Contribui para a expansão do negócio

    A separação entre o backend e o frontend facilita a integração com diferentes sistemas e softwares. O headless commerce permite ajustar o frontend, à medida que o negócio cresce,  sem necessidade de construir um novo website de raiz.

    Graças à integração via API, é possível reduzir o tempo de integração para poucas horas, adicionar novas gateways de pagamento, e implementar otimizações numa questão de minutos.

    5. Reduz os custos a longo prazo

    Incorporar uma solução de headless commerce pode ser um grande investimento.

    Mas a separação entre as equipas de desenvolvimento e a de marketing e vendas, de forma a que cada uma se concentre naquilo em que é realmente boa, traduzir-se-á em poupanças significativas a longo prazo.

    Além disso, todos os processos serão racionalizados e os resultados alcançados num período de tempo muito menor.

    As melhores plataformas de headless commerce

    adobe commerce

    Adobe Commerce 

    O Adobe Commerce é uma plataforma self-hosted de código aberto. A arquitetura do Adobe Commerce é totalmente personalizável e oferece total flexibilidade quando se trata de planear operações comerciais e otimizar a customer journey. 

    No entanto, a curva de aprendizagem desta plataforma é íngreme e, quer a versão gratuita, quer a versão paga, acarretam custos de implementação e de manutenção elevados.

    shopify plus

    Shopify Plus

    O Shopify Plus é o plano de subscrição mais elevado da Shopify, especialmente concebido para grandes lojas online que processam milhares de encomendas por mês.

    O Shopify Plus é uma plataforma fiável, com capacidade de alojamento e banda larga ilimitados, desempenho de alta velocidade e 99,99% de uptime, ambientes de teste e desenvolvimento ilimitados, e muito mais.

    E a melhor parte é que qualquer uma destas plataformas de headless commerce podem ser ligadas à Outvio, uma infra-estrutura de pós-checkout que permite colocar as operações em piloto automático, aumentar o desempenho e reduzir quaisquer ineficiências que se traduzam em custos desnecessários.

    Poderás processar todas as suas encomendas e devoluções com apenas alguns cliques, independentemente das transportadoras ou canais de vendas que utilizes.

    Conclusão

    O headless commerce é uma alternativa mais flexivel e conveniente (e, com frequência, mais económica!) ao eCommerce tradicional.

    Com o headless commerce, situações como atualizações morosas e penosas, que deixam o website indisponível (o infame "Em manutenção") durante um período de tempo, ou tempos de carregamentos mais lentos do que o desejado, são problemas do passado!

    Quer se trate de uma loja online bem estabelecida, ou de um negócio ainda em processo de construção, é provável que o headless commerce seja a escolha acertada para a tua empresa devido à sua flexibilidade, e à rapidez com que te permite implementar melhorias, de forma contínua e consistente.